Casa by Anita

Adega do Vulcão, O Vinho e a Natureza

Adega do Vulcão, através da recuperação das vinhas nativas, num terroir peculiar, oferece sob seu rótulo pequenas produções de vinhos com uma personalidade definida. A Adega nasceu na Ilha do Faial, perto do vulcão dos Capelinhos, formado em 1957, na sequência da erupção iniciada no mar, a uma milha da costa.

A areia e as cinzas expelidas pelo vulcão durante mais de um ano inundaram as terras circundantes, criando um terroir sem paralelo nas décadas seguintes. Sendo o projeto alargado à ilha do Pico, onde as maravilhosas vinhas do antigo património da UNESCO são plantadas na crosta de lava.

Duas ilhas, dois terroirs vulcânicos diferentes por uma marca que expressa o amor pela natureza extrema e a sua própria relação com o homem.

 

A – Terra Brum do Pico, Reserva 2018, Arinto dos Açores – Adega do Vulcão

Produzido a partir de uma área selecionada das vinhas do Solar Terra Brum, localizado na Areia Larga, na ilha do Pico, de videiras antigas de castas nativas.

Este vinho fermentou em cubas de cimento refrigerado com subsequente envelhecimento por 23 meses.

Ameixâmbar – IG Açores – Colheita Seleccionada 2019, Arinto-dos-Açores – Adega do Vulcão

Uma mistura perfeita de uvas da zona dos Capelinhos na ilha do Faial – o local da erupção de cinzas vulcânicas em 1957 – e dos “lagidos” da Criação Velha na Ilha do Pico, o que dá ao um vinho um equilíbrio único.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.